clinica estética
(11) 2028-2066
           
a
 
 
DHEAROEPIANDROSTERONA (DHEA)  
       
     

Indicações

  • Potente antioxidante;
  • Eleva a capacidade imunológica;
  • Aumenta a densidade mineral óssea;
  • Neutraliza as toxinas cerebrais;
  • Reduz os níveis de cortisol;
  • Aumenta a atividade da superóxido-dismutaseplaquetária;
  • Potente antiinflamatório;
  • Retarda o envelhecimento celular;
  • Aumenta a capacidade cognitiva;
  • Eleva o humor;
  • Cardioprotetor;
  • Potente antidepressivo;
  • Aumenta a capacidade de memória;
  • Protege contra a aterosclerose e oxidação do LDL –colesterol;
  • Potente neuroprotetor;
  • Pode retardar a evolução do Lupus e Alzheimer.

Descrição do Produto

A dehidroepiandrosterona (DHEA) é o mais abundante hormônio circulante no corpo humano. Incontáveis estudos produzidos ao longo dos últimos 15 anos identificaram mais de 150 funções anabólicas de construção e reparo, exercidas por este hormônio em todo o corpo e cérebro.

A partir dos 28 anos, os níveis de DHEA começam a declinar, tanto em homens quanto em mulheres, traduzindo-se esta queda em gradual perda da capacidade anabólica, acelerando todos os processos de envelhecimento celular. Por volta dos 60 anos, a maioria das pessoas não consegue produzir 15% da quantidade diária de DHEA indispensável à manutenção da capacidade de renovação e reparo. Elevadas concentrações deste hormônio correlacionam-se diretamente com a longevidade. No lado contrário, os estudos demonstram uma inequívoca associação de baixos níveis de DHEA com a presença de doenças como: depressão, demência, obesidade, diabetes, asma, doenças auto-imunes, osteoporose e aumento dos riscos de câncer e de doenças cardiovasculares.

Opondo-se ao que se convencionou chamar de doenças e situações “inevitáveis” da velhice, um respeitável grupo de cientistas, médicos e pesquisadores acreditam poder ser possível restaurar e otimizar uma larga série de processos anabólicos que se perdem ao longo do envelhecimento, através da reposição e suplementação oral dos níveis de DHEA.
Até o presente momento, não há qualquer evidência, clínica ou experimental, que associe a suplementação e reposição de DHEA, em níveis fisiológicos, a quaisquer efeitos indesejáveis, adversos ou perigosos à saúde humana, a não ser a presença de acne ou pele oleosa em alguns casos muito pontuais, demonstrando sensibilidade individual à dose e sendo um indicativo de que doses menores devem ser utilizadas

Efeitos Colaterais

Pele oleosa ou acne leve em alguns casos isolados, traduzindo sensibilidade individual à dose, indicando a necessidade de ajustes para menos na quantidade diária ingerida.

     
 
  clinica estetica Informativos depilação à laser Tratamentos m clinic estetica  
Home Consultas
Institucional Artigos   Contato
       
M.Clinic ©2012. Todos os direitos reservados | Fone: (11) 2028-2066 m clinic

Bookmark and Share

    By Mesa de MKT